Nos Interstícios da Realidade ou o Cinema de António de Macedo

Exibição Screenings:

18/03/2022

SESSÃO ESPECIAL - MADEIRA FANTASTIC FILM FEST

COM A PRESENÇA DO REALIZADOR

SINOPSE

Quem se lembra do arquitecto António de Macedo? O cineasta mais prolífico da geração do Novo Cinema Português, movimento que ajudou a fundar através do filme “Domingo à Tarde”. A ousadia estética de filmar “A Promessa” de Bernardo Santareno como um western, juntamente com o seu sucesso junto do público, provocaria uma clivagem irreversível junto dos pares e da crítica. Interessado em explorar as possibilidades tecnológicas do meio cinematográfico e em desenvolver um cinema de cariz fantástico, a sua obra é difícil de classificar no seio do cinema português. Lutou arduamente contra a censura, antes e depois do 25 de Abril, quando a Igreja Católica tentou impedir a estreia de “As Horas de Maria”, esforço que o tornaria no blasfemo filme português mais polémico de sempre. Experimentaria ainda a alegoria esotérica, o sobrenatural e a ficção-científica, recebido sempre com entusiasmo pelo público, mas com desprezo pela crítica. Desistiria de filmar nos anos 90, após sucessivas recusas de subsídios estatais. Esta é uma das histórias do cinema português que falta contar e que ganhará agora voz no filme de João Monteiro.

ANO

2017

PAÍS(ES) DE ORIGEM

Portugal

REALIZAÇÃO

João Monteiro

ARGUMENTO

ELENCO

DURAÇÃO (MINS)

100

LÍNGUA

Portuguesa

Share on facebook
Share on twitter
Share on email